Untitled Document

Cura Alienígena

Uma carta de cura extraterrestre

Uma carta de cura extraterrestre

O saudoso Dr. Olavo Teixeira Fontes , médico, faleceu vítima de câncer, a 9 de maio de 1968; era um pesquisador paralelo de grande renome , representante da A.P.R.O. dos Estados Unidosno Brasil.

Ele recebeu um dia , de um dos seus amigos jornalistas do Rio, uma carta que iremos descrever; ele havia decidido que descobriria quem a havia escrito. . . a morte não lhe deu tempo para o fazer.

A 17 de maio de 1958 , meu amigo João Martins, que publicou naquela época , na revista “O Cruzeiro”, uma série de artigos sobre a “onda” brasileira de Ovnis de 1957, recebeu a seguinte carta datada de 14 de maio de 1958. …Ver artigo completo:

Capitão do exercito brasileiro curado por Aliens e a sua constante relação com os extraterrestres

Capitão do exercito brasileiro curado por Aliens e a sua constante relação com os extraterrestres

Os estudiosos, pesquisadores e entusiastas do meio ufológico, sabem bem o quanto são muitos os casos de avistamentos, contatos, comunicação e até mesmo históricos de cura das doenças terminais do corpo humano, que envolvem  formas de vida provenientes de outros mundos.

O caso que vamos abordar a seguir, é um dos mais incríveis porém negligenciados da ufologia brasileira e mundial. Esta é a história de um Capitão do exercito brasileiro, que hoje encontra-se na reserva, cuja as crenças, até então, sempre foram baseadas em doutrinas religiosas tradicionais e que teve a sua vida transformada após ser desenganado pela medicina humana e obter contato com seres de Outros Mundos. …Ver artigo completo:

Alienígenas curam mulher da leucemia na Alemanha

Alienígenas curam mulher da leucemia na Alemanha

Uma futura mamãe diz muito feliz que aliens a levaram a bordo de uma nave espacial e a curaram da leucemia. “Eles salvaram a minha vida e a vida do meu filho”, Greta Brandt, 34, disse a repórteres em Berlim, Alemanha.

“Meus próprios médicos disseram que estávamos condenados e não havia nada que eles pudessem fazer para nós. Mas esses homens estranhos sabia exatamente o que fazer. Eles usaram todos os tipos de luzes e instrumentos estranhos para me curar da morte por leucemia”.


Dr. Frans Wenderoth, ginecologista da mulher, confirmou que ela desenvolveu a leucemia, mas milagrosamente ela já não mostra quaisquer sinais da doença terminal. …Ver artigo completo:

Garota é curada de doença grave após contato com suposta figura extraterrestre fantasmagórica

Garota é curada de doença grave após contato com suposta figura extraterrestre fantasmagórica

30 de maio de 2013 EUA – Uma figura extraterrestre fantasmagórica surpreendeu uma família, em Kirtland, Ohio, aparecendo em uma fotografia da família por trás de sua filha, que estava lutando contra a leucemia no momento.

Que a figura em questão se assemelha a Virgem Maria, diz a mãe de Erin, Jen Potter, não é coincidência. “Minha reação de imediato, é Maria, que nos ouviu, ela está lá”, disse ela em uma entrevista . “Eu não necessariamente vejo como um sinal de que Erin está bem e vai sair desta, mas é um sinal de que está olhando por ela.” …Ver artigo completo:

A cura alienígena; seu propósito e o caso Pyrenees Hospital onde aliens curaram crianças com câncer

A cura alienígena; seu propósito e o caso Pyrenees Hospital onde aliens curaram crianças com câncer

Existem vários casos de cura envolvendo a ufologia e o encontro com seres, supostamente, extraterrestres relatados pelo mundo. Histórias essas onde pessoas com problemas graves, muitas vezes em estado terminal, foram levadas a bordo de veículos, receberem feixes de luz a partir de OVNIS ou então seres se materializando em residencias, quartos ou hospitais onde esses pacientes estão internados e essas pessoas inexplicavelmente se curam de doenças que as levariam a desencarnar em poucas semanas ou dias.

Vejamos agora um caso clássico. O incrível relatório de 14 doutores altamente respeitados e membros do Pyrenees Hospital de Los Niños em Andorra, Espanha. …Ver artigo completo:

error: Ops! Use o botão compartilhar.