O caso do jovem desaparecido no Acre; Ocultismo,reencarnação, página decifrada e considerações da família

Recentemente um caso vem tomando conta das redes sociais e especialmente de páginas relacionadas a mistérios, ocultismo, alquimia e até mesmo ufologia, devido ao fato de uma grande gravura ser encontrada no quarto do rapaz onde nela se encontravam um retrato dele mesmo juntamente com um ser, provavelmente extraterrestre.

O jovem Bruno de Melo Silva Borges, de 24 anos, está desaparecido desde segunda-feira passada (27). Bruno foi visto pela última vez durante um almoço de família às 14h, na cidade de Rio Branco, no Acre. O caso tomou a internet: ao entrar no quarto do jovem, a família encontrou as paredes repletas de mensagens, símbolos gnósticos, uma estátua do filósofo Giordano Bruno orçada em R$ 7 mil e 14 livros criptografados escritos pelo próprio jovem.

 jovem desaparecido no Acre

Foto do quarto de Bruno, que mostra um quadro onde ele aparece com um ser extraterrestre e as paredes de seu quarto totalmente tomadas de inscrições e símbolos

O Desaparecimento

A última vez que os parentes viram Bruno foi durante o almoço de família, na segunda (27). O jovem voltou para casa e todos – mãe, pai e os outros dois irmãos – seguiram o dia normal de trabalho. Mais tarde, o pai de Bruno, o empresário Athos Borges, retornou à residência da família e percebeu que o filho não estava.

“Fui a última pessoa a ver Bruno. Deixei ele na esquina de casa e fui embora. Ele falou ‘até mais pai’ e não tivemos mais notícia. Eu entrei no quarto e não vi a cama, não vi nada, só vi aquilo tudo. Naquele momento, vi que o Bruno tinha ido embora”, contou.

Modificações no quarto

Atrás da porta do quarto, mantida 24 dias trancada enquanto os pais viajavam, no lugar de móveis, uma estátua do filósofo Giordano Bruno (1548-1600), por quem tem grande admiração, orçada em R$ 7 mil, e 14 livros extremamente organizados, escritos à mão. Alguns deles copiados nas paredes, teto e no chão. Todas as obras – identificadas por números romanos – criptografadas.

 jovem desaparecido no Acre

 jovem desaparecido no Acre

 jovem desaparecido no Acre

Comparações nas redes sociais com o filósofo Giordano Bruno

O artista plástico Jorge Rivasplata, de 83 anos, autor da obra, disse ao que acredita que Bruno seja a reencarnação do filósofo – queimado durante a inquisição – e tenha completado a obra dele.

“A maioria não entende, mas eu o conheço há muito tempo. Dá para acreditar que foi reencarnado Giordano Bruno nele. Não posso contar mais, a única coisa que posso dizer é que já terminou os livros que ele [Giordano] deixou inconcluso. Queria falar ao seu pai e mãe que não se preocupem, ele está bem e vem apresentar ao mundo esse projeto lindo, fantástico”, disse o escultor – que negou saber o paradeiro de Bruno.

bruno001

Enquanto os pais viajavam, Bruno ficou em casa com o irmão gêmeo Rodrigo Borges, que não quis comentar o caso, e Gabriela Borges, a irmã mais velha.

Ele falava que era o projeto dele, eu questionava o porquê que não poderia saber o que era o projeto e ele me disse que iria me contar o que era em duas semanas. As pessoas falam porque que você não foi lá e abriu aquela porta? As pessoas têm que entender que não se tratava de uma criança, é um adulto e tem a privacidade dele. Me incomodava, mas eu não podia arrombar a porta“, disse Gabriela ao G1.

No quarto, os escritos são feitos de forma impecável, com precisão e simetria, como em uma página de caderno. Várias simbologias foram desenhadas no cômodo e também ao redor da estátua. Um quadro na parede em que Bruno aparece sendo tocado por um extraterrestre também mostra o interesse do jovem pelos mais diversos assuntos.

A estátua de Giordano Bruno – réplica da que existe no Campo dei Fiori, em Roma – é um dos objetos emblemáticos. A família ressalta que não sabe exatamente em que momento o artefato entrou na casa. A peça foi produzida na capital acreana e levada à residência na semana passada em um momento que o jovem estava sozinho.

 jovem desaparecido no Acre

Denise lembra que o filho havia falado, há bastante tempo, de um projeto em que estava trabalhando e para o qual precisaria de dinheiro. Em resposta, ela falou que patrocinaria se soubesse do que se tratava, pedido que foi rejeitado. Segundo a mãe, Bruno iniciou a produção em 2013 e, há um ano, passou a se dedicar na finalização.

“Ele dizia que era secreto e não dei o dinheiro. Então, começou a procurar pessoas que acreditassem nele sem contar o que era o projeto. Ele só me falava que estava escrevendo 14 livros que iriam mudar a humanidade de uma forma boa. Ele me pediu um ano sem trabalhar para terminar e eu, orientada por um médico, deixei”, fala.

Um vídeo gravado mostra como a família encontrou o quarto de Bruno de Melo Silva Borges. Assista:



Segundo a mãe de Bruno de Melo, em entrevista ao G1, o jovem não possui problemas psicológicos. “Ele é iluminado. Na escola, sempre foi diferenciado, um líder nato, com um alto poder de persuasão. É um menino de um coração tão bom, que dava as coisas da casa e dele aos outros, como camisetas e calças. Não é porque é meu filho, estou falando do Bruno amoroso, que enxerga a alma das pessoas”, comentou a mãe.

Descifrando os livros

Os livros criptografados estão em posse da Polícia do Civil do Acre, que também está investigando o caso. De acordo com o coordenador da Delegacia de Investigação Criminal (DIC), o delegado Fabrizzio Sobreira, todas as possibilidades estão sendo consideradas, porém o caso segue em sigilo. Apesar disso, uma página dos 14 livros criptografados foi fotografada e postada na internet.

Ainda sem saber o que os livros escondem, a mãe revela que até o dia 1° de março, data em que viajou de férias, o quarto de Bruno estava com os móveis habituais. Os outros dois irmãos, no entanto, revelaram que, a partir da saída dos pais, a porta passou a ficar sempre fechada. Foram exatos 22 dias fazendo as mudanças.

“Antes disso, tinha escrito cinco livros. Um deles ele queria patentear, porque havia lançado uma teoria. Ele me pediu ajuda e eu disse que iria ler. Li três vezes. Somente na terceira, quando fui ler, entendi. Nunca tinha visto uma coisa daquela, era perfeita a teoria dele, que somos interligados em tudo. Ele queria patentear e eu não dei conta”, diz.

A chave

A irmã conta ainda que Bruno chegou a deixar uma chave que relaciona letras aos símbolos e, com base nisso, os irmãos conseguiram traduzir algumas coisas. “O título de um dos livros é ‘A teoria da absorção do conhecimento‘, contou Gabriela.

 jovem desaparecido no Acre

 jovem desaparecido no Acre

Não levou muito tempo: ela foi descriptografada e o conteúdo do texto revela algumas ideias escritas por Bruno antes de seu desaparecimento. O diretor da Antecipe, plataforma de gerenciamento de vulnerabilidades, Igor Rincon, e o líder de desenvolvimento, Renoir dos Reis, montaram um site chamado “Decifre o Livro” para ajudar a descriptografar outras páginas que venham a surgir.

 jovem desaparecido no Acre

A página

Como citado, os livros estão em posse da Polícia Civil. Exatamente por isso, não há como o trabalho de descriptografação seguir adiante — a não ser que as páginas sejam liberadas para conhecimento público. Até o momento, a página que foi fotografada é a que você acompanha aqui embaixo.

 jovem desaparecido no Acre

Acompanhe o texto descriptografado:

Caminho difícil

Por milhares de anos o ser humano vem tentando encontrar respostas para perguntas como ‘qual o sentido da vida’? A filosofia que, ao que tudo indica, parece ter se iniciado com Tales de Mileto em meados de 700 a.C. visa encontrar vestígios de perguntas sem respostas. A pesquisa profunda pela verdade absoluta advém da filosofia, e quando falamos a respeito de caminhos fáceis ou difíceis estamos nos referindo a esse tipo de teorema.

É fácil aceitar o que desde criança te ensinaram que é errado. Difícil é, quando adulto, entender que te ensinaram errado o que desde criança você suspeitou que fosse correto. Em outras palavras, se você se enquadra em algum cujos estímulos do meio lhe determinaram certo comportamento, fazendo com que estivesse à mercê de crenças já providas e bem estabelecidas em dogmas e rituais, com uma massa concentrada de pessoas nela; ou permitindo-o ficar no conformismo, aceitando o conceito de felicidade e de sentido da vida embutido pela mídia e pela sociedade, então claramente você faz parte do caminho fácil para a busca da verdade absoluta.

Acaso se enquadre na segunda opção, ou seja, aquele que suspeitava de todo conjunto de crenças que lhe foi enraizado, então este tem tudo para ser um investigador da veracidade nas coisas ao seu redor, entrando em um caminho mais complicado, no qual uma minoria se arrisca ou enfrenta com bravura.”

Considerações da família

Nas redes sociais, através de postagens de texto e vídeo os familiares de Bruno Borges vem se pronunciando e esclarecendo algumas questões. Na sua página em uma rede social Gabriela Borges, irmã de bruno diz o seguinte:

“Vamos lá. Vou tentar acalmar um pouco toda a teoria da conspiração de vocês. pra que parem de falar tantas besteiras. O médico que deu dinheiro a ele é de nossa família e foi um valor referente somente para publicação dos livros. A estátua não custou esse preço. Foi metade disso. E uma estátua de um filósofo da qual meu irmão tinha admiração. NAO! Ele não está dentro da estátua! Vocês estão loucos? Cada uma heim!

O vídeo não foi feito pela polícia. Foi feito por uma “amiga” dele que ao vir prestar solidariedade” a familia e passar algumas informações pra a polícia, gravou o vídeo. Nada no quarto tem a ver com coisas satanicas, para todos os estudiosos que entraram, só tem a ver com coisa do bem. O quarto está a coisa mais linda. É de uma organização impecável e de uma inteligência sobrenatural.

Se ele fez isso pra chamar atenção ou não, não importa para a familia. Queremos somente
encontra-lo. A vela no quarto foi acesa pela nossa família, para o anjo da guarda dele.

Tudo que tem escrito nas paredes só trata de coisas do bem. Fala muito de Deus e de que bruno está a serviço de Deus. Tem muitos trechos da bíblia da qual elejá lei inteira. Algum de vocês já o fez?

Ele amava filosofia, teologia, psicologia. Ele Iê! Le muito! Vocês leem? A casa é grande, logo ele não precisa desse quarto pra dormir. 

Já o pai de Bruno, Athos Borges, fez um vídeo onde explica mais coisas e em resumo diz o seguinte: Pede para as pessoas pararem de dizer tantas inverdades do Bruno, que ele era um menino doce, extremamente inteligente, que ficava sem comer para dar a comida para os outros, dava suas coisas de casa como roupas e sapatos para as pessoas que precisavam.

Confira abaixo o vídeo do pai de Bruno na íntegra:

Diante de tudo isso, as especulações na rede mundial de computadores sobre o caso, giram em torno de questionamentos e teorias, muitas delas absolutamente infundadas. O fato é que se trata de um caso muito intrigante, o qual precisaremos aguardas novidades para que todos possam compreender em que consistia o projeto do garoto e se realmente ele poderia dar um novo e melhor rumo a humanidade. Fica a nossa torcida e nossa luz para que tudo acabe bem.

Se você viu o Bruno, ou sabe onde ele está:
(68)9 9985 2775 ou (68)9 8401 1151

POR FAVOR, SÓ LIGUE SE TIVER INFORMAÇÕES DO BRUNO
NÃO USE PARA ENVIAR MENSAGENS DE QUESTIONAMENTOS
A FAMÍLIA JÁ ESTÁ COM PROBLEMAS DEMAIS!

Muita Paz e muita luz a todos!

M.M


Fontes:  tecmundo.com.br | g1.globo.com |  Rede Amazônica AcreAssombradO.com.br