Chemtrails: Pulverizando a morte; Saiba o que você pode estar respirando

Bem, você está respirando agora dibrometo de etileno, espécies de vírus auto mutável, Nano-Partículas de alumínio e bário, e polímeros Fibras com materiais bio-ativos não identificados.

Um imagem que veremos abaixo mostra uma terra relativamente intocada foi tomada durante as missões Apollo entre 1969 e 1972. A Terra flutua como uma jóia azul e branca bonita no espaço sem neblina ou luminosidade cobrindo-o.

Ao compará-la com as próximas imagens da Terra tiradas durante a era dos chemtrails a mudança é abismante. Testes de sangue revelam nível de Bário 150 vezes maior do que o seguro. O que você acha de ter níveis tóxicos de bário e alumínio em seu sangue?

Chemtrails: Pulverizando a morte; Saiba o que você pode estar respirando

Esta visão da Terra foi fotografada pelos tripulantes Apollo 15 como eles aceleraram em direção ao quarto pouso lunar. A nave espacial estava entre 25.000 e 30.000 milhas náuticas da Terra quando esta foto foi feita.

Um grande número de pessoas que vivem no Arizona descobriram que têm níveis sanguíneos de alumínio ou de bário 150 vezes maior do que a quantidade considerada segura. Muitos estão experimentando os sintomas clássicos de envenenamento de Bário. Bário danifica o sistema imunológico, provoca fraqueza muscular relacionada com a dose até à paralisia total, incluindo as cardíacas, pulmonares e musculares. Arizona, como o resto do país tem experimentado “chemtrailing” pesado desde 1997.

Chemtrails: Pulverizando a morte; Saiba o que você pode estar respirando

Créditos: Paul Verhage

 

Chemtrails: Pulverizando a morte; Saiba o que você pode estar respirando

Imagem via ISS

Portanto, há boas razões para suspeitar que pode haver problema generalizado com níveis tóxicos de bário e alumínio na população dos Estados Unidos, expectativa de vida cai para 69,3 anos nos EUA. Em 2003 a expectativa de vida nos EUA foi de 77,6 anos. A queda de 69,3 anos, desde 2003, uma queda de mais de 8 anos em menos de 6 anos, é uma informação surpreendente.  Quanto vale 8 anos pra você?

Este período de tempo apenas coincide com um momento em que houve a pulverização da chemtrails de costa a costa em uma base quase diária ininterrupta. Há uma abundância de investigação científica provando que qualquer aumento de partículas no ar provoca um aumento correspondente na taxa de mortalidade da população exposta de modo constante. Os chemtrails são um fator muito óbvio nesta queda significativa na expectativa de vida.


Chemtrails: Pulverizando a morte; Saiba o que você pode estar respirando

Reportagem da KSLA

Em 2007, uma rede de televisão norte americana, pertencente ao estado da Louseana, fez uma reportagem que deu um grande impulso nas investigações ao torno das Chemtrails. Tal reportagem foi ao ar expondo um teste feito por um morador da cidade de Stamps no estado do Arkansas, que é rota de muitas linhas aéreas e portanto tem uma grande quantidade aeronaves sobrevoando a região, como podemos ver na imagem abaixo:

Chemtrails: Pulverizando a morte; Saiba o que você pode estar respirando

Esta reportagem mostra o morador da cidade de Stamps que recolheu água da chuva em um frasco de vidro após uma grande quantidade de aviões ter passado pela cidade. As amostras foram enviadas para análise em busca de algumas substâncias como Bário, Enxofre e Alumínio. Como resultado esta análise apontou um concentração gigantesca de Bário.

Síndrome de Morgellons / O pesadelo da infecção nano tecnológica

Jan Smith tem sido vítima de doença de Morgellons Nanotecnológica a mais de 10 anos. Sua impressionante pesquisa e  documentação a colocou na vanguarda daqueles que trabalham para desvendar os mistérios desta nova doença terrível.

“Meu nome é Jan Smith . Tenho 58 anos de idade e foram debilitados durante os últimos 10 anos com a doença de Morgellons . Outros membros da minha família tem esta doença também. Eu mesmo tive a triste experiência de ter o meu gato de estimação morrer desta doença. O veterinário disse que era alergia, mas eu sabia o que as lesões eram de que cobriu o rosto e orelhas. Eu ouvi de muitas pessoas que perderam seus animais de estimação…” Veja o leto completo aqui

Jan Smith observou fibras emergentes do corpo dela mais de uma década atrás. Hoje, ela é razoavelmente certo síndrome Morgellons é “uma doença nanotecnologia” que cria frequências mensuráveis nos seus hospedeiros. Jan tem trabalhado com pesquisadores como Clifford Carnicom e Hildegard Staninger para gravar e entender o que está acontecendo com ela.

Leitura complementares sobre Jan Smith: www.aboutthesky.com


Assista abaixo um incrível documentário da Discovery Civilization para saber mais:


Vídeo Complementar


Fontes: geoengineeringwatch.org  | beforeitsnews.com |