Aquela que pode ser a verdadeira história dos guardiões do paraíso terrestre

Há milhares de anos a humanidade que habitava o planeta que hoje chamamos de Terra, descendente de um processo de colonização feito por várias mundos em passado mais remoto, vivia um estágio de total inconsciência.

Após cataclismos gerados por uma anomalia solar, cujas consequências varreram todo o sistema solar, destruindo as colônias implantadas no planeta, o Homem que havia colonizado a Terra mergulhou na barbárie, regredindo biologicamente.

Após o Sol voltar ao seu estado de equilíbrio, as civilizações responsáveis pelo processo de colonização iniciaram uma série de contatos e intervenções em nosso DNA, visando propiciar, geração após geração, o restabelecimento da humanidade.Com o passar do tempo isso foi conseguido, mas não em sua totalidade.

Apesar dos humanos que nasciam na época na Terra já possuírem corpos semelhantes aos que possuíam quando chegaram para colonizar a Terra, havia ainda na parte cerebral resquícios das mutações genéticas herdadas dos processos cataclísmicos, que impediam os espíritos dos colonizadores, que encarnavam nesses corpos, de manifestarem as antigas capacidades mediúnicas e paranormais, e sobretudo a capacidade de ao nascerem terem acesso as memórias de suas vidas, ou encarnações pregressas.

planeta-terra-luz-violeta



Ou seja, terem consciência de suas verdadeiras origens e o sentido de suas presenças no planeta.Foi nesse momento de nossa história remota que cerca de 200 “anjos” conhecidos em nossas tradições como vigilantes, ou guardiões do paraíso terrestre chegaram ao planeta.

Esses seres provenientes dos mesmos mundos que antes haviam colonizado a Terra, tinham a missão de apenas patrulhar e proteger àquela humanidade.Não deviam de forma alguma intervir na evolução de seus irmãos e irmãs, que antes haviam migrado para Terra. Mas algo de especial aconteceu.

Tornaram-se a base de uma espécie de rebelião contra o comando maior. Desceram ao planeta e resolveram partilhar diretamente seu material genético com aquela humanidade, tendo filhos e filhas conforme nossas tradições antigas, com as “filhas dos homens”.O que aconteceu em seguida mudou nossa história, e está na base do processo de abdução atual.

Todos os guardiões se tornaram prisioneiros da própria evolução espiritual da Terra, conforme desencarnaram, mas hoje estão renascendo mais uma vez, e como os próprios antigos colonizadores, estão despertando para seu passado e origem.Essa é apenas parte da história que você encontrará em “O Renascimento de um Guardião”.

Não se surpreenda se você for tocado em sua intimidade por essa obra. Existe uma missão a ser realizada, e ela pode ser sua também. O Universo espera por nossa reconexão, e o fim de nossa inconsciência esta próximo. É a chave, o verdadeiro PORTAL a ser atravessado.

Por Marco Antônio Petit – pesquisador, escritor e ufólogo.


Fontes:  Marco Petit II.